ANÁLISE NEOTECTÔNICA DO PONTAL DO PARANAPANEMA (SP) MEDIANTE APLICAÇÃO DE PARÂMETROS FLUVIOMORFOMÉTRICOS



Compartilhe com seus amigos
Luiz Fernando Ferreira dos SANTOS, Ivan Claudio GUEDES,
Mario Lincoln De Carlos ETCHEBEHERE
RESUMO 
Mediante a aplicação de técnicas de análise flúviomorfométricas disponíveis na literatura especializada, tais como estudo dos perfis longitudinais dos cursos d’água e os índices RDE (Relação Declividade vs. Extensão), buscou-se, neste trabalho, executar uma análise de prováveis deformações neotectônicas na região do Pontal do Paranapanema, extremo oeste do Estado de São Paulo. Dessa forma, a análise dos parâmetros flúvio-mofométricos proposta foi aplicada nas bacias hidrográficas menores que drenam tanto para o rio Paranapanema, ao sul, quanto para o rio Paraná, a oeste. As medidas foram efetuadas, inicialmente, nas drenagens com extensão superior a 8 km, tendo como base topográfica as folhas plani-altimétricas em escala 1:50.000, com equidistância de 20 m, editadas pelo IBGE e pelo IGC, totalizando 22 cartas topográficas. Os dados coletados foram lançados em planilhas Excel para a obtenção dos resultados gráficos e definição das anomalias. Utilizou-se de base geológica em escala 1:500.000 editada pelo IPT (1981), para comparação dos dados fluviomorfométricos com o substrato geológico sulcado pelos cursos d’água. Os trabalhos finais envolveram o cotejamento de todas as informações flúvio-morfométricas e geológicas e a interpretação das anomalias delimitadas. Para tanto se fez necessário elaborar uma base morfoestrutural adequada, que se baseou na análise de imagens de satélite do sistema SRTM, da NASA, com o auxilio do aplicativo Global Mapper. Os dados de morfometria fluvial indicaram a presença de um significativo número de anomalias, com destaque para trechos subsidentes de cursos d’água e também para perfis longitudinais retilíneos de drenagem, que se destacam do padrão logarítmico típico dos rios. Tais trechos foram interpretados como tectonicamente desequilibrados, indicando deformações crustais recentes. As anomalias flúviomorfométricas foram comparadas com áreas de solos espessos, interpretadas em imagens SRTM, e com a trama de lineamentos, confirmando que as áreas mais dissecadas correspondem a trechos com movimentação ascencional, que resulta em solos rasos e presença de anomalias de RDE. Os terrenos com solos mais espessos, por outro lado, abrangem áreas em subsidência, que podem incluir depósitos aluviais mais expressivos. Não-raro, estas áreas são demarcadas por limites estruturais (lineamentos) e/ou por trechos de perfis longitudinais anômalos de drenagens.
Palavras-chave: Pontal do Paranapanema; morfometria fluvial; neotectônica; geomorfologia fluvial.
Para abrir o artigo completo, clique aqui.
Para conhecer outros artigos acadêmicos, clique aqui.
Neotectonic analyses of the Pontal do Paranapanema region,
Western State of São Paulo, Southeastearn Brazil, using stream morphometric parameters. 
By means of the available fluvial morphometric parameters application, such as the study of longitudinal stream profiles and RDE indexes (Relation Declivity versus Extension), plus satellite image interpretation, this paper aims to present an analyses on the neotectonic crustal deformation hypothesis in the region of the Pontal of the Paranapanema, farwest of the State of São Paulo. The fluvial parameter measures had been conducted in the streams with extension bigger than 8 km. Topographical base was constituted by 22 sheets at 1:50.000 scale, with 20 m equidistance. Collected data had been launched in Excel spread sheets for the attainment of the graphical results and definition of the anomalies. As a geological base, it was used the 1:500.000 scale geologic map edited by the IPT (1981). SRTM satellite image was used in order to delimit the thick soil zones and to extract lineament web, performed with Global Mapper applicative. These data collection turns possible to delineate an expressive number of fluvial anomalies that include subsiding or uplifting stretches of the streams, second order RDE anomalies widespread in the area and, surprisingly, some streams with rectilinear longitudinal profile, contrasting to the more common logarithmic standard feature. These anomalous streams were interpreted as representing areas with uplifting behavior. Comparing the fluvial morphometric anomalies with thick soil zones it was possible to delineate areas submitted to dissecation (uplifted ones) and areas preserved from erosion (subsiding areas). Some limits are rectilinear and coincide with lineaments extracted from SRTM image. Also, some alluvial deposits appear to be occurred just in subsiding areas, being preserved from intensive erosion.
Keywords: Pontal do Paranapanema, fluvial morphometry; Neotectonics; fluvial geomorphology.

Postagens Relacionadas

Compartilhe com seus amigos

About the Author

Ivan Guedes

Prof. Dr. Ivan Claudio Guedes, Geógrafo e Pedagogo. Professor de Geografia na educação básica e Docente do curso de Pedagogia da Faculdade Progresso. Coloca todo o seu conhecimento a disposição de alunos acadêmicos, pesquisadores, concursantes, professores, profissionais da educação e demais estudantes que necessitam ampliar seus conhecimentos escolares ou acadêmicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *